20 de novembro de 2015

Quando o mundo enlouquecer


Lama da Samarco em Mariana, Minas Gerais.

Isaías 19 a 20:6 é um oráculo contra o Egito. Não são boas notícias para o Egito. O Egito ficará sob o poder de um rei selvagem. Os versículos seguintes evocam as pragas e as passagens pelo mar: as águas secarão (v. 5), os canais vão emitir mau cheiro assim como quando os peixes morreram nas águas que se transformaram em sangue (v. 6; ver Êxodo 7:18), os campos serão devastados pela seca (v. 7).

No final, são boas novas, as boas novas do êxodo. Se os egípcios estão padecendo sob um rei selvagem, então Yahweh vai fazer por eles o que Ele fez por Israel quando eles padeceram sob um Faraó selvagem: Ele vai libertá-los. Se Ele cria caos, levanta um rei opressor, faz os egípcios virarem escravos, destrói seus meios de vida e sua prosperidade, é porque Ele os está preparando para um novo êxodo. Desta vez não é um êxodo de Israel, mas um êxodo de egípcios de um Egito morto.

E a profecia continua. Yahweh promete que virá um dia em que ele vai transformar a destruição do Egito em uma nova vida. E além do julgamento, o Egito vai construir um altar para adorar o Deus de Israel no centro de sua terra e uma pilastra para Yahweh vai marcar a fronteira do Egito (Isaías 19:19). O altar no centro da terra e a pilastra na fronteira serão uma testemunha de que Yahweh também é Salvador e o Poderoso do Egito (v. 20). Yahweh lidou com o Egito no êxodo para que Israel e especialmente o Faraó viessem a "conhecer" Yahweh e é isso o que Yahweh está fazendo novamente. E quando Yahweh se tornar conhecido no Egito, eles o adorarão com sacrifícios e oferendas, farão juramentos a Yahweh e os cumprirão. Yahweh aflige, mas Ele aflige para curar (v. 22). Por causa das ações de Yahweh, o Egito vai se converter a Ele e será curado por Ele.

O dia em que o Egito for redimido também será o dia em que a Assíria e o Egito vão se unir em adoração. Uma estrada será feita entre o Egito e a Assíria, não para facilitar guerra entre eles, mas para facilitar adoração.

Por enquanto, porém, a Assíria e o Egito ainda estão em guerra. Yahweh diz para Isaías para ir nu e descalço como um escravo (Isaías 20:2-3) como um sinal de que o rei da Assíria vai tomar cativos do Egito e da Etiópia e deixar a cidade palestina Asdode exposta (vv. 1, 4-6). Todos esses conflitos internacionais estão preparando o terreno para "aquele dia", quando Yahweh virá reunir o Egito, a Assíria e Israel em adoração e louvor. Eventualmente, essas hostilidades vão acabar e o Egito e a Assíria vão se unir com Israel em adoração a Yahweh. Isaías vai mais longe ainda e profetiza que o Egito e a Assíria vão tomar proeminência em adoração sobre Israel. Israel, o primogênito, cederá o primeiro lugar aos seus inimigos tradicionais (19:24-25).

Essa é a forma como Deus redime. Ele vem e coloca os homens uns contra os outros, cidades contra cidades, reino contra reino. Ele vem trazer tirania e selvagem repressão, violência aleatória e terror em estádios e restaurantes. Ele vem e causa devastação econômica e leviandade política. Mas todo esse caos, quando tudo está se explodindo para todos os lados, ele está no final das contas restaurando a vida e a ordem. Essas são as formas que Yahweh desenrola o mundo pelo Seu Espírito e o move para seus propósitos.

Algumas vezes na passagem, Isaías fala dos planos e propósitos de Deus. Os sábios do Egito não sabem discernir os propósitos do Senhor para o Egito (v. 12). Judá é um terror para o Egito por causa do propósito que Yahweh planeja contra o Egito (v. 17). Deus está cumprindo suas intenções no meio e através da confusão e da tirania e do terror a da estupidez e da dor do colapso social.

Quando o mundo parece ter enlouquecido, quando há guerra de todos contra todos, quando reis cruéis reinam, quando conselheiros parecem iludidos ou embriagados, quando a economia está desmoronando – no meio de todo o caos e desordem, Deus está trabalhando, o Espírito está ativo, o Espírito vem como uma tempestade, como um furacão, desenrolando um mundo emaranhado em pecado e morte, soprando o mundo de volta para o movimento, de volta para o movimento em direção a Deus. Todo esse caos significa que o senhor vem montando em sua nuvem, agitando o mundo pelo Espírito até que todas as nações se voltem para ele em adoração.

Peter J. Leihart